1964: 10 Músicas Para Entender o Golpe Militar


 

m10

Para encerrar nossa série sobre os 50 anos da ditadura militar, fizemos hoje uma seleção de 10 músicas que entendemos representar o que de mais importante se fez para expressar todo o sentimento de uma época.Essa seleção foi um pouco mais difícil porque tentamos não ser tão óbvios. Não conseguimos de todo fugir da obviedade, mas tentamos.

Cartomante(Ivan Lins e Vitor Martins) – Elis Regina


.
.
O Bêbado e a Equilibrista(João Bosco e Aldir Blanc) – Elis Regina

.
.
Opinião – Zé Kéti

.
.
Apesar de Você(Chico Buarque) – Chico Buarque

.
.
Cálice(Chico Buarque e Gilberto Gil) – Chico Buarque e Milton Nascimento

.
.
Canção da Despedida(Geraldo Vandré e Geraldo Azevedo) – Elba Ramalho

.
.
Para Não dizer que Não Falei de Flores(Geraldo Vandré) – Geraldo Vandré

.
.
Comportamento Geral(Gonzaguinha) – Gonzaguinha

.
.
Alegria, Alegria(Caetano Veloso) – Caetano Veloso

.
.
O que Será(Chico Buarque) – Chico Buarque e Milton Nascimento


Palpites para este texto:

  1. Alegria,Alegria,me parece que foge do tema,mas…

  2. Bela “ditadurinha” que não fuzilou seus opositores sem julgamento, como fizeram as DITADURAS comunistas!

    Enquanto os maiores nomes da música CUbana só faziam sucesso fora de CUba, a censura beneficiava a turma da MPB, que depois do golpe do palanque das Diretas Já foi mamar na Lei Rouanet, a antiga Lei Sarney!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Calendário de postagens

dezembro 2019
D S T Q Q S S
« nov    
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031