1964: 13 Filmes para Entender o Golpe Militar


 

dm10
O tema ainda é o “aniversário” de 50 anos do Golpe Militar de 1964, dessa vez fizemos uma seleção de 13 filmes para quem quer compreender o período da Ditadura Militar. Tem de tudo um pouco, documentários, ficção, docudrama, filmes panfletários, filmes já clássicos e outros nem tanto. Mas fazendo um balanço geral, cada um a seu jeito ajuda a entender um pouquinho sobre tempos tão obscuros, para que no conjunto dos 13 filmes possamos ter uma visão global.

 

Pra Frente Brasil, de Roberto Faria(1982).

O melhor e mais contundente filme de ficção abordando o clima de terror de cidadãos comuns diante da opressão do Estado. Filme lançado em 1982, ainda em pleno período de abertura política, quando muita incertezas ainda pairavam no ar.

.
O Desafio, de Paulo Cézar Saraceni(1965)

Feito no calor da hora, logo após o golpe militar, retrata com perfeição a angústia existencial vivida por um rico industrial e uma estudante de esquerda refletindo sobre o recém instalado golpe militar. Um grande clássico do cinema brasileiro, ainda sob o signo do Cinema Novo.

.
Lamarca, de Sérgio Rezende(1994)

Essa cinebiografia sobre o militar do exército que se transforma em importante líder guerrilheiro foi feita no período da mais grave crise da história do cinema brasileiro. Foi um filme feito na raça, que tem seus méritos, mas percebe-se as dificuldades de produção e alguns problemas dramatúrgicos. Mas ainda sim é um filme que merece ser visto, por sua dignidade.
.
Cabra Cega, de Toni Venturi(2005)


Um filme ambientado quase todo o tempo em um apartamento aonde se esconde o guerrilheiro vivido por Leonardo Medeiros, por sinal, com uma belíssima atuação.
.
Cabra Marcado Para Morrer, de Eduardo Coutinho(1984)


Um dos maiores documentários da história do cinema brasileiro, dirigido pelo magistral Eduardo Coutinho. Começou a ser rodado em 1964 como um filme que retratava a morte de um líder camponês ocorrida em 1962. No meio das filmagens ocorreu o golpe militar e a equipe teve que literalmente fugir, para retomá-la como documentário em 1984.
.
Que Bom te Ver Viva, de Lucia Murat(1989)


Lucia Murat, que foi presa e torturada durante a ditadura militar dirigiu esse filme que narra a experiência da algumas mulheres que pegaram em armas para combater o regime, aonde falam de suas histórias, traumas e como fizeram para se recompor.
.
O Que é Isso Companheiro?, de Bruno Barreto(1997)


Adaptação do livro homônimo de Fernando Gabeira, aonde reconstitui os bastidores do sequestro do embaixador norte-americamo Charles Elbrick por guerrilheiros com a intenção de trocá-lo pela liberdade de presos políticos. Tem alguns problemas e construção dramatúrgica, mas tem sua relevância.
.
O Bom Burguês, de Oswaldo Caldeira(1979)


Realizado ainda sob a vigência do regime militar, retrata a vida de Jorge Medeiros Valle, o Bom Burguês, funcionário do Banco do Brasil que desviou dinheiro para a luta armada.
.
Jango, de Silvio Tendler(1984)


Lançado na efervescência da abertura política, levou mais de 500 mil espectadores aos cinemas(um feito e tanto para um documentário). Refaz a trajetória de Jango Goulart, o presidente deposto pelo golpe militar. Também é um clássico.
.
Nunca Fomos Tão Felizes, de Murilo Salles(1984)


Com o regime militar agonizando, Murilo Salles fez esse filme sobre um rapaz recém tirado de um colégio interno por seu pai, perseguido pelo regime militar, que ele tenta conhecer melhor.
.
O Dia que Durou 21 Anos, de Camilo Tavares(2013)


Planejado inicialmente para ser um relato sobre a história do jornalista Flavio Tavares, pai do diretor, um exiliado da ditadura. Porém ao se deparar com um enorme acervo sobre a deposição de João Goulart e sobre a participação dos Estados Unidos no golpe, mudou seu foco.
.
Zuzu Angel, de Sérgio Rezende(2006)


Captura a vida da estilista Zuzu Angel a partir da prisão do seu filho Stuart, militante político que foi torturado e assassinado nos porões da ditadura. Sérgio Resende foca na busca desesperada de uma mãe pelo direito de saber a verdade e pelo direito ao corpo do seu filho.
.
Batismo de Sangue, de Helvécio Ratton(2007)


Final da década de 60: o convento dos frades dominicano se torna importante foco de resistência à ditadura militar, apoiando ações de grupos guerrilheiros.


Palpites para este texto:

  1. Ótimo, indico a todos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Calendário de postagens

maio 2017
D S T Q Q S S
« abr    
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031