Baú da Adriana: O Segredo dos Seus Olhos


 

Texto de Adriana Mello.

Amei quando “O Segredo dos Seus Olhos” foi anunciado como o vencedor do oscar de melhor filme estrangeiro desse ano em 2010. O filme argentino desbancou o favorito absoluto, o austríaco “A Fita Branca“, de Micheal Haneke, que havia vencido em Cannes. Achei mais do que justo. Além de adorar cinema argentino, sou fã incondicional do trabalho de Juan José Campanella. Que diretor bom! Gosto quando alguém recebe o reconhecimento que merece. Vale ressaltar que foi a segunda estatueta conquistada pelos argentinos.Em 1985, o magnífico “A História Oficial“, de Luis Puenzo, também venceu .

Baseado em um romance de Eduardo Sacheri e adaptado pelo próprio Campanella, “O Segredo dos Seus Olhos” conta a história de Benjamim Esposito (interpretado pelo ótimo Ricardo Darín), um oficial de justiça aposentado, que decide escrever um livro para ocupar seu tempo livre. Como tema, ele escolhe um caso trágico em que trabalhou no ano de 1974 e que deixou traumas na vida de todos os envolvidos; o estupro e assassinato de Liliana Morales. Enquanto escreve, Esposito tem que encarar “fantasmas” que sempre o atormentaram e lidar com fato de não ter lutado pelo amor de Irene(Soledad Villamil). Apesar de não parecer, mas “O Segredo dos Seus Olhos” é um filme sobre paixão. Em um determinado momento dofilme, o personagem Sandoval diz que um homem é capaz de mudar tudo em sua vidas, menos suas paixões.

A história é contada através de flashback (uma opção de narrativa perigosa, mas que funcionou muito bem). Aos poucos, vamos conhecendo, os personagens, o crime em questão e as sequelas que ele deixou na vida de cada um dos envolvidos. Campanella demonstra segurança na direção. Uma coisa que chamou minha atenção, foi a maneira genial que ele usa os olhares. Há momentos em que nenhuma palavra é dita e não sentimos falta alguma, não é necessário, os olhar nos diz tudo o que precisamos saber.

Em “O Segredo de Seus Olhos“, Campanella repete sua parceria com Ricardo Darín (presente em todos quatro filmes do diretor). E apesar do filme ser extremamente pesado, ele consegue imprimir outra característica forte em seus roteiros: os diálogos bem humorados. Como em todos seus filmes anteriores, conseguimos dar várias risadas ao longo da projeção, principalmente nas cenas com a dupla Esposito e Sandoval (Ricardo Darin e Guillermo Francella) que nos proporcionam momentos hilariantes que acaba servindo de alívio em alguns momentos.

Alguém me falou que ainda prefere o Campanella de “O Filho da Noiva“, posso até concordar (apesar de detestar esse tipo de comparação), mas gosto imensamente do Campanella de “O Segredo dos Seus Olhos” (simplesmente brilhante!). Se você, como eu, já é fã do trabalho dele, vai enlouquecer com o filme. Se você ainda não conhece o trabalho de Juan José Campanella, você não sabe o que está perdendo.

P.S: O Campanella sempre passa um tempo nos EUA onde dirige episódios de séries como “House“, “Lei e Ordem“, “30 Rock“, entre outras. Então quem diz não conhecer o trabalho do Campanella, diretor de cinema, muito provavelmente conhece o trabalho do Campanella, diretor de séries de televisão.


Palpites para este texto:

  1. Para o texto ficar completo só faltou você falar dos olhos da Soledad Villamil 🙂

  2. Este teu baú, Adriana, é bem legal. “O segredo dos seus olhos”, está na minha lista dos melhores filmes que assisti. A direção de Juan José Campanella é esplendorosa, e o Ricardo Darín é um espetacular ator argentino. Com ele tem um filme do ano 2000, “Nove Rainhas” (“Nueve Reinas”), e o “Abutres” de 2010, que quase entraram na minha lista. Só não entraram porque é muito filme argentino em uma lista só (rs.rs.rs.). Aliás, para o cinema e para a gastronomia argentina, temos que nos entregar. Continue revirando o teu baú.
    Um abraço

    • O que me encanta no Nove Rainhas, Sérgio, é o roteiro. Acho perfeito. Adoro o Darín, assim como o Campanella. Tem um filme do Campanella que eu adoro e que não é tão conhecido no Brasil, chama-se “O Mesmo Amor, a Mesma Chuva”(também com o Darín), que eu recomendo.

  3. Obrigada, Sergio! Que bom que gosta do meu baú. “Nove Rainhas” é um filme perfeito! O roteiro é esplendoroso e as atuações de Darin e Pauls são brilhantes. Uma pena Bielinsky ter morrido tão novo. Acho que ele ainda tinha muito para mostrar.

  4. Baixar o Filme – O Segredo dos Seus Olhos – http://mcaf.ee/19ih4

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Calendário de postagens

julho 2017
D S T Q Q S S
« jun    
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031