Botequim Cultural em SP: O Polpettone do Jardim de Napoli


 


Adoro o polpettone do Jardim de Napoli há algum tempo. Minha cunhada sempre que vai para o Rio tem a consciência de que não será bem recebida se não trouxer uma leva de polpettones para a família. Já passou por situações constrangedoras como no raio-X da Polícia Federal no aeroporto perguntando o que ela trazia na embalagem e constrangida respondeu que se tratavam dos maravilhosos polpettones do Jardim de Napoli, para incredulidade do agente da lei. Sem contar o stress de ver o molho de tomate balançando em cada chocalhada que o avião dava . A família agradece seu esforço penhoradamente.

Se o ilustre leitor viajar para a Itália e pedir num restaurante um polpettone, vai ter como resposta um monte de interjeições do garçom, pois tal prato foi inventado em São Paulo e  que levou o Jardim de Napoli a ganhar seu status de notoriedade. Tudo começou quando Toninho, filho do proprietário da cantina Jardim de Napoli, achou que deveria aproveitar as pontas dos filés, uma carne nobre que não merecia ser desprezada. Passou então a moer as tais pontas para fazer os polpettones. Mais tarde acrescentou outros cortes de carne para melhorar sua consistência, até chegar a fórmula atual.

Hoje em dia é possível encontrar o polpettone em outros cardápios de São Paulo e num nível nacional na rede Rascal. O polpettone do Rascal é gostoso,  é digno. Mas nenhum polpettone ainda alcançou a excelência do Jardim de Napoli.

Lógico que em minha passagem pela cidade não poderia deixar de mais uma vez apreciá-lo.

A cantina original fica no bairro de Higienópolis, na rua Martinico Prado, mas hoje em dia tem filiais em 2 shoppings da cidade, no Shopping Higienópolis e no recém-inaugurado Shopping JK. Não conheço a loja do Shopping Higienópolis, mas o ideal mesmo é ir na cantina original, para se sentir todo o clima e sabor uma autêntica cantina italiana. Na loja do Shopping JK o clima é de fast-food, em que se come na praça de alimentação. Não é de se desprezar essa última opção, até porque o que importa é a delícia que é o polpettone, mas aconselho ir na cantina.

meu polpettone, em foto tirado do meu celular

Nesta minha estadia eu comi meu polpettone acompanhado de um nhoque com molho branco e funghi e a Adriana com linguine e molho branco. O preço total(sem bebida alcoólica saiu por R$90,00). Um preço irrisório diante de uma iguaria sem igual em qualquer outro lugar do mundo, nem na Itália.

Cantina Jardim de Napoli – Rua Martinico Prado 463, Higienópolis – São Paulo


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Calendário de postagens

dezembro 2017
D S T Q Q S S
« nov    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31