Congresso da ABRAJI: Diário de Bordo – Parte 3


 

Por Adriana Mello.

Logo que me inscrevi no Congresso da Abraji tinha certeza de uma coisa: eu assistiria a palestra de Eduardo Faustini, o repórter sem rosto, de qualquer jeito. Para o grande público, o nome de Eduardo Faustini não diz muita coisa, mas para quem conhece os bastidores dos principais trabalhos jornalísticos do país sabe que se trata da figura oculta por trás de grandes furos e principais denúncias jornalísticas da TV Globo, se utilizando de outros rostos para dar cara para suas matérias bombásticas e relevantes para a sociedade. Entre esses rostos mais visíveis está o de André Luiz Azevedo, que atualmente é correspondente da Globo em Lisboa, que forma há anos uma parceria com Faustini e que esteve na PUC participando da palestra, que ainda contou com a mediação de Fernando Molica. A temática da palestra era “Reportagem com Câmera Escondida”.

No dia da palestra, cheguei 1 hora antes da hora marcada e já havia uma respeitável fila para entrar na sala indicada para a palestra. Não demorou muito para a organização do evento transferir a palestra para uma sala maior. Acho que houve um receio de que acontecesse o que ocorreu com palestra do Caco Barcellos (que estava presente na palestra do seu colega de Rede Globo).

Por questões de segurança pessoal de Eduardo Faustini, na fila de entrada já davam recomendações para que não se tirasse fotos. Fernando Molica, antes de iniciar a palestra reiterou a solicitação. Nisso, um mala(não tem jeito, eles sempre aparecem) protestou dizendo que a última vez que ouviu tal recomendação foi na época do DOI/CODI e conclamava a todos os ali presentes a descumprir a determinação, criando um constrangimento generalizado. O mala bateu boca com Molica e com a organização, que tentava fazê-lo entender que se tratava de uma questão da segurança pessoal de Eduardo Faustini. Faustini disse que nunca passara por tal situação e se mostrou surpreso, até porque considerava estar no meio de colegas, no que foi aplaudido com intensidade. O sujeito, graças da Deus, acabou ejetado da sala. Pior que no final da palestra parte do público denunciou que outras 2 pessoas tiraram fotos de maneira sorrateira e foram instados a apagá-las. Impressionante a inconsequência e o desrespeito de certas pessoas.

A palestra foi um divertido bate papo, com histórias e bastidores da longa parceria de Faustini com Azevedo, que em muitos momentos levaram a audiência presente às gargalhadas com as histórias hilárias e por vezes absurdas que relatavam. Exibiram e contaram detalhes de algumas dessas reportagens que realizaram juntos. Dentre elas, “A Cara da Corrupção”, exibida em março de 2012 e amplamente premiada, onde denunciavam esquemas de corrupção na contratação de empresas prestadoras de serviço na rede hospitalar.

O Faustini me botou na cara do gol e eu tive o privilégio de não chutar pra fora” , disse Azevedo.  Durante a palestra, a dupla citou alguns exemplos de matérias realizadas com câmera escondida. Exibiram uma reportagem, que na época teve bastante repercussão, sobre denúncias de abuso sexual cometido por um médico ortopedista que atendia em um Posto público de saúde na Zona Norte do Rio de Janeiro. Faustini contou ainda em tom de gracejo sobre a decepção de uma produtora que ele plantou como isca para o médico e que voltou decepcionada à redação por não ter sido abusada. Mas no final quem conseguiu o melhor enquadramento para a veiculação da matéria foi uma repórter encarregada de flagrar as atitudes indecorosas do médico.

Sobre a questão da câmera escondida, Faustini e Azevedo foram enfáticos: “Não existe ética ou não ética, a câmera escondida é um equipamento e como tal, ela pode ser bem ou mal usada”. Os palestrantes também contaram que os jornalistas investigativos ficaram mais visados após a morte de Tim Lopes e tiveram que redobrar a preocupação com a segurança pessoal.

Para quem esteve presente na PUC foi um prazer ouvir as histórias de Eduardo Faustini, André Luiz Azevedo e Fernando Molica (que mediou o encontro de forma brilhante). Valeu muito a pena.


Palpites para este texto:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Calendário de postagens

junho 2017
D S T Q Q S S
« maio    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930