Crítica: Entregue Seu Coração no Recuo da Bateria


 

peca_88 peca_88

Por Renato Mello.

Já dizia a letra de um antigo samba-enredo: “Oh Praça Onze, tu és imortal/Teus braços embalaram o samba/ A sua apoteose é triunfal”. Encravado no berço do samba em plena Praça Onze, o Teatro Gonzaguinha apresenta somente até o próximo dia 09 de julho uma das mais adoráveis propostas da temporada teatral carioca desse 1º semestre, “Entregue Seu Coração no Recuo da Bateria”.

Local mais propício não há para acompanharmos uma história que se passa em pleno desfile de uma Escola de Samba, quando o mestre-sala Claudinho é flagrado aos beijos com outra pela sua mulher, a porta-bandeira Ceci. Apesar das ameaças em contrário, ela cede e entra na avenida, aonde o enredo daquele amor será decidido durante a apresentação da escola.

Antes mesmo de assisti-lo já estava encantado meramente com a proposição de seu título, porém mais além do que pode parecer o simples detalhe de  um título,  “Entregue Seu Coração no Recuo da Bateria” tem em sua base estrutural um excelente texto, de autoria de Marcus Galiño e Pedro Monteiro, que esconde numa aparente simplicidade uma composição complexa de 2 tempos dramatúrgicos que correm paralelamente, o transcorrer do desfile e a DR entre Claudinho e Ceci. Esses 2 momentos dramatúrgicos sobrepõe-se harmoniosamente um ao outro em idas e vindas ao longo de toda encenação com tempos bem marcados e desenvolvidos.

Um dos aspectos que mais admiro no processo de direção de Joana Lebreiro é sua capacidade de simplificar as ações, concentrando-se no que é essencial, podando os excessos para construir uma encenação limpa. Sua construção cênica se sustenta permanentemente de modo fluído e sem deixar espaço para qualquer desnível narrativo. Aproveita habilmente todo o espaço físico disponível, começando já na escadaria do Centro de Artes Calouste Gulbenkian(aonde se localiza o Teatro Gonzaguinha), com uma dinâmica que já envolve o espectador antes mesmo dele entrar no ambiente propriamente da apresentação. Sua proposta deixa libertos os caminhos para uma distensão cênica no jogo travado por Claudinho e Ceci, compondo um resultado final absolutamente saboroso.

O elenco é formado por Gabriela Estevão(Ceci), Pedro Monteiro(Claudinho) e Jorge Luiz Jeronymo(Mestre Dionísio). Gabriela Estevão e Pedro Monteiro estabelecem interpretações bem compartimentadas nos tempos dramáticos. Gabriela Estevão tem que desdobrar-se entre seduzir os jurados que se sucedem ao longo das 4 cabines no transcurso do desfile e ao mesmo tempo buscar forças internas para resistir à lábia desferida como uma metralhadora por Pedro Monteiro, que enquanto busca reconquistar a amada naqueles 70 minutos, corteja e protege o pavilhão sagrado numa movimentação de insinuações e meneios. Ambos seguem pela avenida torturando-se e ferindo-se em atuações muito bem exteriorizadas na modulação correta para expressar a dor e sem perder o viés do humor. Realizam igualmente um ótimo trabalho corporal e de movimentação para encontrar a essência do que move seus personagens. Jorge Luiz Jeronymo faz um bom trabalho de intervenção na narrativa da história, às vezes dando voz para uma consciência aos personagens, outras como um agente propulsor das ações, emanadas com potência pela sua capacidade vocal.

O cenário de Marieta Spada possui despojamento para buscar um espaço de evolução à movimentação cênica. Seus figurinos estão plenamente de acordo com as necessidades dramatúrgicas, ganhando destaque pelo processo conjunto com a iluminação de Tiago Mantovani, que tem a capacidade de explorar com competência as gradações narrativas e complementar a composição dramatúrgica proposta por Joana Lebreiro.

Entregue Seu Coração no Recuo da Bateria” é daqueles espetáculos que faz-nos deixar o teatro leves e contentes. Uma bonita história, bem desenvolvida e muito bem encenada. Mas acima de tudo, como foi lindo pela primeira vez ter visto o Teatro Gonzaguinha cheio e com um público verdadeiramente entusiasmado. Aplaudo de pé!

Ficha Técnica:
Texto: Pedro Monteiro e Marcus Galiña
Direção: Joana Lebreiro
Elenco: Gabriela Estevão, Pedro Monteiro e Jorge Luiz Jeronymo
Cenário e Figurino: Marieta Spada
Direção musical: Marcelo Alonso Neves
Diretora de Movimento: Nathália Mello
Iluminação: Fernanda Mantovani e Thiago Mantovani
Assistente de direção: Brunna Napoleão
Produção: Animart Produções e Pedro Monteiro
Assessoria de Imprensa: Rachel Almeida e Viviane Cabral

Serviço
Entregue seu coração no recuo da bateria
Teatro Gonzaguinha: Rua Benedito Hipólito, 125, Centro.
Telefone: 2224-3038.
Dias e horários: 4ª a 6ª, às 19h30, e sáb., às 19h.
Preço: R$ 30
Lotação do teatro: 130 lugares
Duração: 1h15.
Classificação indicativa: 10 anos
Funcionamento da bilheteria: em dias de espetáculo, das 16h até meia-hora depois do início da peça.
Temporada: 16 de junho a 9 de julho


Palpites para este texto:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Calendário de postagens

maio 2017
D S T Q Q S S
« abr    
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031