Crítica: Garota Exemplar


 

Por Adriana Mello.

3-estrelas-valendoGarota Exemplar” é sem dúvida um os filmes mais aguardados do ano. Baseado no best seller de Gillian Flynn, o filme tem tudo para repetir o sucesso nas telonas. Geralmente, não gosto de criar expectativas em relação a adaptação de um livro para o cinema, pois raramente não me decepciono. Mas devo confessar que estava bem ansiosa pela estreia do filme de David Fincher. Não me decepcionei em nada. O filme consegue manter o mesmo clima sombrio e todo o suspense do livro. Acredito que a chave para o êxito da adaptação foi o fato de Gillian Flynn, autora do livro, ser a roteirista. Durante o filme nota-se o carinho com que Flynn cuida da adaptação sua obra mais famosa.

O livro, inclusive já foi analisado no Botequim Cultural, como pode ser lido AQUI.

O filme conta a história de Nick e Amy, um casal que aparentemente leva uma vida perfeita. No dia do aniversário de 5 anos do casal, Amy desaparece de maneira misteriosa e todas as pistas da investigação da polícia apontam Nick como principal suspeito. O desaparecimento de Amy ganha enormes proporções midiáticas e Nick tem que provar a todos (polícia, parentes, opinião pública e imprensa) que é inocente e nada tem a ver com o desaparecimento da esposa.

O elenco é um acerto do filme. Ben Affleck e Rosamunde Picke tem atuações corretas. Mas é o queridinho do momento, Neil Patrick Harris, que se destaca no filme, apesar de um papel bem pequeno. Uma curiosidade: quem comprou os direitos do livro foi a atriz Reese Whiterspoon, que pretendia interpretar Amy, mas foi convencida por David Fincher a desistir do papel e ficar como produtora. Considero a decisão correta, pois Rosamunde Picke casa perfeitamente com Amy. A atriz acerta em cheio nas nuances que a personagem exige.

Garota Exemplar” é um filme que agrada e prende a atenção. Claro que quem leu o livro leva uma desvantagem, pois não tem a fator surpresa, mas é um filme que agrada a todos. Assim como o livro, o começo é meio devagar, mas depois engrena e se torna impossível tirar os olhos da tela. Claro que não é o melhor filme do ano, longe disso, mas é um bom filme e que não irá decepcionar os fãs do livro.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Calendário de postagens

junho 2017
D S T Q Q S S
« maio    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930