Crítica: Mães de UTI


 
Foto: Stephany Lopez

Foto: Stephany Lopez

Por Renato Mello

Até o dia 27 de agosto o Teatro Café Pequeno apresenta em temporada o espetáculo “Mães de UTI”, com direção de Vinicius Baião.

Mães de UTI” é o 3º espetáculo do repertório da Cia Cerne e apresenta em suas linhas gerais algumas características que fazem parte de uma assinatura que já é perceptível no seu périplo artístico, como os anteriores “Ainda Aqui” e “Joio”, como a presença de um conteúdo autoral, o inconformismo e uma proposição para uma reflexão aos temas que abarca. O diferencial desta vez é a opção por caminhos que desaguam no teatro documental na forma como constrói sua dramaturgia, baseando-se em depoimentos recolhidos pelo diretor Vinicius Baião, que realiza um trabalho de costura para dar uma condução narrativa ao formato final da proposta.

Como expressa sua sinopse oficial, “a partir de relatos reais colhidos através de entrevistas com mães de prematuros extremos, aborda, na fronteira entre a ficção e realidade, as dores, angústias e alegrias por que passam milhares de mulheres que, diariamente, vivem a experiência de fazer da UTI neonatal o seu lar, enquanto acompanham o desenvolvimento de seus filhos”.

Nesse processo de construção de um olhar mais profundado na pesquisa, contou-se com a supervisão de Alexandre Lino, ator, diretor e produtor, que tem um histórico importante dentro do teatro documental como forma de expressão artística.

Um dos aspectos mais importantes do trabalho de Baião é a forma como a partir desses relatos, consegue colocar uma lupa dentro da sua abordagem, criando a partir de um mundo real um percurso para o espectador se inserir num mundo muito particular, com “regras” específicas de convivência, de coabitação, de protocolos, como que criando uma dimensão e um universo com suas especificidades, aonde a dor é pungente em todo o seu decorrer. É dentro desse universo que seus personagens vivem como se nada além dele importasse, ou mesmo existisse do lado de fora, apenas um desejo intenso e inesgotável de deixa-lo pela porta principal, com seu bebê no colo para traçar toda uma história de vida em comum. A direção de Vinicius Baião, com poucos elementos cenográficos, basicamente o movimentar de 2 divisórias, um incubadora e uma poltrona, consegue criar diferentes quadros dentro de uma mesma contextualização , expondo de maneira contundente a dimensão da dor de seus personagens, atingindo uma amplidão cênica para sua proposta e mantendo um fluxo narrativo linear.

Gabriela Estolano, que representa situações e sentimentos vividos pelas diferentes mães de UTI, em dados momentos, repentinamente quebra a sequência dramática para expor uma percepção externa à própria condução. Abre dessa forma um interessante leque de observação. Leandro Fazolla e Higor Nery, dois atores com um histórico de contribuição no processo criativo de Vinicius Baião, realizam um trabalho a 4 mãos, integrando a construção narrativa dentro de diferentes possibilidades, atingindo um grau de dificuldade elevado ao externar uma dicotomia entre a frieza indiferente e o calento amoroso, dependendo da forma como a dramaturgia de Baião apropria-se de suas capacidades interpretativas.

Vinicius Baião é um diretor que não faz concessões, vai até o fundo de suas propostas. Em “Mães de UTI” mais além de atingir zonas emocionais, traz reflexões humanistas sobre aspectos de vidas que, se temporariamente estão “aparte” do nosso mundo cotidiano, aprofundam o dimensionamento do mais puro amor que um ser humano por sentir.

SERVIÇO:
MÃES DE UTI
Local: Teatro Municipal Café Pequeno – Rua Ataulfo Paiva, 269 – Leblon, RJ
Datas e horários: De a 4 a 27 de agosto (sexta a domingo, às 20h.)

Texto e Direção: Vinicius Baião

Supervisão Artística: Alexandre Lino

Elenco: Gabriela Estolano, Higor Nery e Leandro Fazolla

Duração: 50 minutos
Classificação indicativa: Livre
Ingressos: R$30,00 (inteira) / R$15,00 (meia-entrada e lista amiga)


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Calendário de postagens

novembro 2017
D S T Q Q S S
« out    
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930