Crítica: Maria Madalena


 

foto maria sumaré 1

Por Renato Mello.

Um dos aspectos que mais fascinam numa manifestação artística como o teatro é a capacidade de expressão que ela fornece para quem tem propósitos de uma sincera entrega. Foi esse o sentimento que me alcançou após assistir ao espetáculo “Maria Madalena”, uma produção da Cia Teatro Vivo e que contou com a direção de Rodrigo Carvalho.

Maria Madalena” apresentou-se em novembro numa temporada realizada em um espaço alternativo como o BananaZ Hostel, na Lapa, aonde tive a oportunidade de assistir uma de suas encenações.

Não importam os meios se existe um imenso prazer de se estar em cena para apresentar-se plenamente com o desejo de um mergulho profundo na turbulência de uma zona escura e de uma temática de grande complexidade.  Assim se deu com esse espetáculo montado a partir da simples necessidade de se manifestar artisticamente, pouco importa se não há patrocínio, leis de incentivo ou apoio cultural. Se esses meios não existem, pior para os meios. O teatro se manterá presente ainda assim em sua plenitude.

Maria Madalena”, conforme sua própria sinopse oficial: Quatro mulheres. Quatro Marias que se transformam em milhões de Marias ao longo da peça. A história de Maria Madalena aparece em fragmentos e se contrapõe com cenas da atualidade. As quatro Marias, passam por todos os problemas que a personagem bíblica passou como: Preconceito, autoritarismo, humilhação. Um espetáculo fragmentado que tem como princípio ético provocar e levar o público à reflexão.”

foto maria sumaré 3

É através da referência ao vulto bíblico que o texto de Vera Kollontai e Rodrigo Carvalho desenvolve uma proposta a partir de textos religiosos para desaguar em questões sobre a violência contra a mulher em suas diversas formatações, sejam físicas, morais ou psicológicas. A partir dessa base se estrutura a composição cênica de Rodrigo Carvalho, que abre mão de qualquer tipo de pudor e trabalha as dores que dilaceram a alma e o corpo feminino, sem concessões nas ações, mas não deixando que tanta contundência cênica possibilite alguma diluição da força dramatúrgica.

Rodrigo concebe interessantes construções cênicas, com uma movimentação dinâmica e compondo imagens fortes desenhadas a partir jogo de luz e sombra refletidas sobre os corpos de suas atrizes.

Quando me referi inicialmente a questão de entrega, é necessário ressaltar o modo como o bravo elenco composto por Bruna Dóllor, Éllen Rambo, Priscila Lopes e Marcela Vasconcellos abarcou as propostas de Rodrigo Carvalho para impor uma verdade na cicatriz interior que expõem. Há por parte de cada uma delas um acerto na altura do alcance emitido, com uma eloquência verbal e gestual de acordo com as necessidades dramatúrgicas, mesmo em seus momentos de maior agudez. Correta condução por parte do diretor Rodrigo Carvalho na movimentação de suas atrizes e no modo como se utiliza do espaço físico, conseguindo através da aproximação física das dores expostas cutucar os sentimentos “bem intencionados” do espectador. Todas a atrizes se desenvolvem em cena com bastante capacidade técnica no modo como expressam seus sentimentos e dores, numa atuação homogênea, o que poderia ser um problema sério caso não fosse dessa forma, pois perder-se-ia parte considerável do alcance dramatúrgico.

Maria Madalena” é o tipo de teatro que desejo que encontre os incentivos necessários para que criadores talentosos e intelectualmente honestos possam continuar numa estrada a abrir caminhos em busca da expressão artística em sua mais profunda pureza, sem jamais abandonar a contundência de um discurso necessário.

Fotos: Maria Sumaré

Maria madalena 1Ficha Técnica
Texto: Vera Kollontai e Rodrigo Carvalho
Adaptação e Direção: Rodrigo Carvalho
Iluminação:Arthur Sousa
Figurino: Cia Teatro Vivo
Produção: Cia Teatro Vivo
ELENCO
Bruna Dóllor
Éllen Rambo
Priscila Lopes
Marcela Vasconcellos
.
.
.
.
.
.
.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Calendário de postagens

maio 2018
D S T Q Q S S
« abr    
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031