Crítica: Masters of Sex


 

 

Por Adriana Mello.

4-estrelas12Zapeando os canais da tv, numa noite qualquer me deparei com um episódio de “Masters of Sex” na HBO e tive a melhor impressão possível. Mas acabei esquecendo da série e nunca mais assisti. Quando encontrei a primeira temporada completa em DVD em uma livraria, não resisti e comprei.

Masters of Sex” conta a história dos pesquisadores americanos William Masters (Michael Sheen) e Virginia Johnson (Lizzie Caplan), dupla pioneira no estudo cientifico sobre a sexualidade humana. O maior mérito da série é falar de sexo sem cair em clichês.

A história se passa no EUA. William Masters é um obcecado pesquisador que acredita que o sexo é um tema muito pouco explorado. Ele enfrenta tudo e todos para levar suas pesquisas adiante. Sua vida muda inteiramente a conhecer a bela Virginia Johnson, uma mãe divorciada (pela segunda vez), bastante moderna e liberal para a época.

Masters of Sex” foca na vida de Masters desde o início do seu trabalho no final dos anos 40 na Universidade de St. Louis.  É interessante acompanhar que o mesmo Masters que não mede esforços para entender o prazer feminino, vive um casamento frio e sexualmente apagado com Libby (Caitlin Fitzgerald), uma mulher que se culpa por não conseguir engravidar. William Masters é um personagem interessante, mas a figura mais interessante da série é sem dúvida, Virginia Johnson, uma mulher bem avançada para os padrões da época. Vale ressaltar o belíssimo trabalho da atriz Lizzie Caplan, que defende com unhas es dentes sua personagem. Caplan tem uma atuação irretocável.

ms1

O roteiro da série é excelente e muito bem amarrado. Não há furos na história e seus personagens bem definidos: o médico ousado nos seus estudos, mas conservador em seu casamento; a jovem liberal, a prostituta pragmática, o homossexual enrustido, o galinha… todos marcam uma bela presença em “Masters of Sex”. Todos contribuem para que tenhamos vontade de acompanhar a vida dessas pessoas.

Masters of Sex” nos mostra que estudo científico está longe de ser uma coisa chata e deixa uma vontade enorme para saber como tudo isso vai terminar. Quanto a mim, pretendo começar a segunda temporada rapidamente!


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Calendário de postagens

setembro 2017
D S T Q Q S S
« ago    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930