Crítica: Quando Ia Me Esquecendo de Você


 

baseada-no-romance-homonimo-de-maria-silvia-lancado-em-2012-a-peca-quest

Por Renato Mello

Adaptado do livro homônimo da jornalista Maria Silvia Camargo, “Quando ia me Esquecendo de Você” cumpre temporada até o dia 8 de maio no Teatro Ipanema.

Lançado no mercado editorial em 2012, Maria Silvia Camargo ingressa no universo teatral ladeada da melhor maneira possível, tendo Julia Spadaccini na supervisão do texto e direção assinada por Diego Molina, para transpor aos palcos a história de Carla e Ana, amigas de infância que se encontram distanciadas há dez anos, até que Carla é surpreendida com a notícia do grave estado em que se encontra a amiga. Recebe inúmeras caixas da Ana contendo seus diários. Em busca de respostas, começa a ler os diários e vai até o hospital em busca dos significados das ações da amiga.

A transposição de um texto literário para o palco teatral cobra seus caprichos e nem sempre esse caminho termina a bom termo, independente da qualidade da obra matriz. Essa é a questão central que abarca o projeto “Quando ia me Esquecendo de Você” que busca condensar em 70 minutos a amplidão de possibilidades que se abre num texto literário, a partir do qual diversas questões se colocam para a maleabilidade desse percurso.  O texto de Maria Silvia Camargo não alcança uma consistência dramatúrgica que permita envergar todo o arco que almeja, fazendo com que a força motora dos personagens se disperse por motivações que se desenham pueris, deixando a narrativa por vezes confusa e impedindo uma maior fluidez cênica da direção de Diego Molina. Mas ainda assim o diretor consegue imprimir uma dinâmica nos diferentes planos que expõe num mesmo quadro, atenuando a diluição da potência narrativa com interessantes transições e criações cênicas consistentes, permitindo uma abertura reflexiva que apesar dos vácuos dramatúrgicos, integram a disparidade das personalidades das protagonistas num elo emocional sobre os limites de uma relação de amizade que permeia 2 vidas.

O elenco formado por Veronica Rocha, Renata Paschoal, Sandra Pera, Ricardo Gonçalves e Rodolfo Mesquita resvala justamente na defasagem de entendimento da razão que move cada personagem e as intenções acabam se perdendo em decorrência de problemas estruturais já apontados.  Veronica Rocha e Renata Paschoal interpretam as amigas Carla e Ana. Díspares nas suas relações frente ao mundo, Carla é reflexiva, afeita com questões que estão acima de suas possibilidades, enquanto Ana é impulsiva e surpreendente em suas ações, numa relação que Veronica Rocha e Renata Paschoal conduzem com consistência, encontrando uma graduação na altura de suas interpretações de acordo com a necessidade do embate que lhes é proposto. Sandra Pera tem participações rápidas, mas ainda assim consegue brilhar, sendo responsável por alguns dos melhores momentos do espetáculo. Ricardo Gonçalves e Rodolfo Mesquita, são os que mais padecem de um delineamento mais aprofundado de seus personagens, mas atores de grandes recursos que são, conseguem expor algumas camadas com pequenos gestos e sutilizas,   no caso de Ricardo Gonçalves, bastava seu olhar para que se subentendesse suas intenções.

A cenografia de  Ronald Teixeira e Guilherme Reis contribui bastante com a dinâmica cênica que Diogo Molina busca impor na criação e transformação de distintos ambientes. Os figurinos de Bruno Perlatto e Jackson Tinoco trabalham positivamente com um conceito que se adequa bastante com a proposta, enquanto a desenho de luz  de Anderson Ratto revela com bastante qualidade os momentos dramáticos.

Quando ia Me Esquecendo de Você” é um espetáculo que conta com alguns dos mais competentes artistas e criadores da cena teatral carioca, mas ainda assim não conseguiu se realizar plenamente na  transposição da literatura para o teatro.

FICHA TÉCNICA
Elenco: Veronica Rocha, Renata Paschoal, Sandra Pera, Ricardo Gonçalves e Rodolfo Mesquita
Texto: Maria Silvia Camargo
Supervisão de Texto: Julia Spadaccini
Direção: Diego Molina
Cenografia: Ronald Teixeira e Guilherme Reis
Figurinos: Bruno Perlatto e Jackson Tinoco
Iluminação: Anderson Ratto
Trilha Sonora: Rodrigo Penna
Design Gráfico: Eduardo Vilela
Fotos: Daniel Moragas da Costa
Assessoria de Imprensa: Leila Meirelles
Assistente de Direção: Carolina Godinho
Assistente de Figurino: Luísa Marques
Assistente de Produção: Janaína Santos
Operador de Luz – Iuri Wander
Operador de Som – Victor Vieira
Camareira – Luciana Sales
Diretor de Produção: Junior Godim
Co-Produção: Forte Filmes
Produção: TV Macaco

SERVIÇO
Espetáculo : Quando Ia Me Esquecendo de Você
Teatro Ipanema: Rua Prudente de Morais 824, Ipanema.
Telefone: 22673750.
Temporada: 1º de abril a 8 de maio de 2017.
Sábados, Domingos e Segundas as 20h
Ingressos: R$ 30,00 (inteira), 15,00 (meia)
Duração: 70 minutos
Não recomendado para menores de 14 anos
Gênero: Comédia dramática


Palpites para este texto:

  1. Essa peça é sensacional! Nos leva a refletir sobre os limites entre as relações estabelecidas em nossa vida, tanto no campo amoroso quando social. A execução é impecável, com atuações marcantes e que nos conduzem em um ambiente de nostalgia e curiosidade. Cenário impressionante, com detalhes fundamentais para estabelecerem a ligação do passado e presente, permitindo a alternância de ambientes em uma mesma estrutura cuidadosamente pensada e executada.

    • Essa peça é sensacional! Nos leva a refletir sobre os limites entre as relações estabelecidas em nossa vida, tanto no campo amoroso quanto social. A execução é impecável, com atuações marcantes e que nos conduzem em um ambiente de nostalgia e curiosidade. Cenário impressionante, com detalhes fundamentais para estabelecerem a ligação do passado e presente, permitindo a alternância de ambientes em uma mesma estrutura cuidadosamente pensada e executada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Calendário de postagens

agosto 2017
D S T Q Q S S
« jul    
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031