Delegado Protógenes X Ursinho Ted


 


Ao acessar a timeline do meu Twitter não entendi nada quando de cima a baixo apareciam inúmeras alusões a um tal de “Pequeno Juan”, como por exemplo:
Levei meu pequeno Juan para assistir à He-Man e vimos cenas com apologia ao transformismo, à zoofilia e uso de esteroides, Absurdo”(Kibe Louco),
Vou levar o pequeno Juan para ver o filme do juiz Dredd. Afinal, ele é um personagem de quadrinhos e quadrinho é coisa de criança, certo?”(Tom Leão).
Ou ainda:
Levei o Pequeno Juan para assistir Último Tango em Paris e ao invés de dança era só apologia à manteiga. O MJ deve explicações!”(Cardoso).

Minha conclusão foi: Alguém fez M! Passado algum tempo a polêmica veio à tona. Nada mais eficiente para se desmoralizar uma tentativa de censura do que o deboche e o escracho. No momento em que existe uma ridícula campanha para extirpar-se Monteiro Lobato das escolas brasileiras, agora o Deputado Protógenes Queiróz quer que uma comissão ou um grupo de pessoas decidam o que podemos ver numa tela de cinema. Creio que num passado relativamente recente Já vimos esse filme…e o final não foi feliz.

Na 2ª feira o nobre deputado postou na sua conta do Twitter:

Assisti c/o pequeno Juan o filme “TED” uma cena de apologia as drogas: o ursinho Ted e o seu dono consumindo drogas. MJ deve explicações!

Assisti c/o pequeno Juan o filme “TED” uma cena de apologia as drogas: o ursinho Ted e o seu dono consumindo drogas. Isso e um absurdo!

Acionarei os meios legais, a fim de impedir q o lixo o filme infanto-juvenil “TED” seja exibido nacionalmente e apurar responsabilidades.

Prótógenes levou seu filho de 11 anos para assistir “Ted”, desconhecendo que o principal passatempo dos protagonistas do filme é consumir drogas, embora a classificação indicativa do filme fosse não recomendado para menores de 16 anos. Chegou ao ponto de sugerir a proibição da exibição do longa no país.

— As crianças que veem as ilustrações todas querem assistir ao filme, porque tem um urso falante. Qual adulto quer ver um filme sobre um urso falante? O urso de pelúcia é um ícone de qualquer criança, menino ou menina. Mas (no filme) aquele ícone querido não estuda, não trabalha, consome drogas, só pensa besteira o tempo todo, Aí entra na polêmica que estou querendo proibir. Sou a favor da liberdade de expressão, mas desde que sejam obedecidos determinados critérios da capacidade de entendimento do indivíduo. Como um pré-adolescente consegue entender que aquilo vai ser um risco?

Disse o Deputado ao jornal O Globo

Já para o jornal Estado de São Paulo, declarou:

Não poderia ser liberado nem para 16 nem para 18 anos. Esse filme não pode ser liberado para idade nenhuma. Não deve ser veiculado em cinemas.

Hoje o Deputado continuou em sua cruzada contra o pobre e indefeso Urso pelo Twitter:

O filme “TED” não esta apropriado para nenhuma faixa etária. Incentivar o consumo de drogas e crime, usando ainda ícones infantis.

Vc e a favor do #FORA URSO TED das telas do cinema brasileiro ?

A Revista Monet, em seu site na internet, fez um texto bem humorado sobre o episódio. “para não ter perigo de dar confusão”, listou filmes com ursos que também podem assustar o “pequeno Juan”, incluindo “Irmão Urso”, “Kung Fu Panda”, Menino Mogli”, “Toy Story 3”, “Zé Colméia”. Para se ter uma ideia do tom do artigo, sobre Zé Colméia a Monet escreveu:

“Apologia ao roubo, malandragem e mentiras sinceras. Sem contar que para assaltar os lanches do parque Jellystone, ele ainda alicia o pequeno Catatau. Ou seja, formação de quadrilha e possível exploração de menores”.

No Twitter Marcelo Tas, entre tantos outros, já comentou o assunto:
Delegado Protógenes quer proibir filme do ursinho. Entidade afro quer proibir Monteiro Lobato. E burrice, pode proibir?

Assim como cartunista Maurício Ricardo:
Protógenes leva filho de 11 anos pra ver Ted e depois quer proibir.Hello!Se fosse “Ursinhos Carinhosos” a clas.indicativa não seria 16 anos.

A polêmica parece estar apenas começando, afinal, sabemos que Protógenes Queiróz, nosso Dom Quixote dos trópicos, adora lutar contra  moinhos de vento. Depois de Daniel Dantas, chegou a vez do ursinho Ted conhecer a fúria de Protógenes.


Palpites para este texto:

  1. Como é que o pequeno Juan, com 11 anos, entrou para assistir um filme liberado para maiores de 16 ? “Carteiraço” do Delegado/Deputado Protógenes ???….Excluindo o humor das alusões ao Delegado/Deputado e ao pequeno (não seria pequeño ???) Juan, sem comentários. É ridículo !

  2. Bem vindo, Sérgio.

    Sérgio, posso estar errado, mas creio que se estiver a acompanhado do responsável é permitida a entrada do menor. Hoje em dia a classificação da idade é somente indicativa, não é proibição. No meu tempo é que a gente tinha que usar mil artíficios, até adulterar caderneta escolar.

    Agora, lembro-me do caso do ex-juiz da Vara da infância do Rio, o Siro Darlan que queria processar a Alessandra Negrini por levar o filho pequeno para ver o filme “A Lenda do Cavaleiro sem Cabeça”.

    O que acho engraçado é que o sujeito não se toca com o absurdo da questão e acaba até ficando engraçado de tão ridículo que é.

    Grande abraço

  3. É isto aí, Renato. Parece que acompanhado dos pais o menor entra no cinema. A não ser que o filme fosse “A garganta profunda” (rs.rs.rs.). O que me estarrece é a mentalidade do Delegado/Deputado expondo, inclusive, o pequeno Juan ao ridiculo perante os amigos, ele que deve, até, ter gostado do filme (rs.rs.rs.).
    Um abraço

  4. qual pai que leva seu filho ao cinema gosta de ver troca de tiros entre policias e traficantes e o urso ted usando drogas isso isinua nu crecer da criança ela vai ta usando drogas e vai falar
    -mais pai o ted tambem usa drogas
    se vc quer que seu filho use drogas leve ele pra asisti mais vc quer um futuro promissor pro seu filho bom sabe a decisão

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Calendário de postagens

setembro 2017
D S T Q Q S S
« ago    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930