Em Breve: Caio e Léo


 

CAIO E LEO 1  Anderson Damasceno

Sob supervisão de montagem de Gilberto Gawronski, a peça do Outro Grupo de Teatro lança mão de estética fotográfica para retratar uma história sobre tempo, afetividade e sexo

O espetáculo Caio e Léo, do Outro Grupo de Teatro (CE), faz temporada na Sede das Cias, entre os dias 21 de fevereiro e 23 de março. A peça aprofunda a discussão em torno da sexualidade e da homoafetividade.

No elenco, os atores Ari Areia e Tavares Neto encenam um texto de Rafael Martins, sob direção de Yuri Yamamoto. O processo de montagem teve supervisão de Gilberto Gawronski. A trama conta como os personagens que dão nome à peça se conhecem por acaso em um píer “à beira do mar aberto” e sobre como os dois acabam se envolvendo.

Léo é fotografo e Caio é consultor de planejamento, universos diferentes com características quase opostas, mas permeados por detalhes que são revelados ao longo da peça e que acabam despertando interesse e desejo de um pelo outro. Para Caio, no entanto, há entraves que impedem um mergulho mais desimpedido… “até que o vento muda o rumo essa história”.

Indo além do mero romance, o espetáculo parte do acontecimento amoroso entre os dois rapazes para falar sobre tempo, afetividade e sexo, aspectos da dramaturgia que vão se desenhando no palco e tomando contornos fortes através do tesão, sarcasmo e agressividade dessas duas figuras masculinas que em cena também se mostram sensíveis.

“O espetáculo foi escrito por Rafael Martins em 2000 e chegou a ser montado na época. Durante este processo, por sugestão de Gawronski e do próprio autor o material dramatúrgico foi todo reescrito, atualizando questões ligadas aos conflitos das personagens quanto sua homossexualidade e inserindo interferências da pesquisa com fotografia e cinema. É um trabalho muito cuidadoso!”, explica Ari Areia.

Sobre o processo

A montagem estreou em maio de 2014, em Fortaleza, e recebeu incentivo da Secretaria Municipal de Cultura (Secultfor), através de edital. O projeto do espetáculo foi, também, selecionado para o Laboratório de Pesquisa Teatral do Porto Iracema das Artes, onde recebeu contribuições de Gilberto Gawronski (RJ), que acompanhou o processo durante os sete meses de montagem, orientando a pesquisa em torno da fotografia e da Teatralidade Cinematográfica.

Além de Gawronski, o Outro Grupo recebeu colaborações de Luís Fernando Marques (Grupo XIX – SP), de Antônio Januzeli (EAD – SP), Andréia Pires (Universidade Federal do Ceará) e Danilo Pinho (Instituto Federal de Ciência e Tecnologia do Ceará – IFCE).

CAIO E LEO 2 SOL COELHO 05

Foto 1 – Anderson Damasceno.
Foto 2 – Sol Coelho.

FICHA TÉCNICA
Texto: Rafael Martins
Direção: Yuri Yamamoto
Supervisão: Gilberto Gawronski
Elenco: Ari Areia e Tavares Neto
Preparação Vocal: Danilo Pinho
Preparação Corporal: Andréia Pires
Workshop 1: Antonio Januzeli
Workshop 2: Luiz Fernando Marques
Produção: Gabi Gomes
Administração de Projetos: Ari Areia
Administração Financeira: Tavares Neto
Cabelo: Marcello Rodrigues
Luz: Walter Façanha
Sonoplastia, Figurino e Cenografia: Yuri Yamamoto
Técnica: Rai Santorini e Gabi Gomes
Fotos Studio: Sol Coelho
Projeto Gráfico: Ari Areia
Web Design: Tavares Neto
Ilustrações: Yuri Yamamoto
Apoio: Secretaria Municipal De Cultura De Fortaleza (Secultfor), Escola Porto Iracema Das Artes, Instituto Dragão Do Mar, Sede Das Cias.
Realização: Outro Grupo de Teatro

SINOPSE
Caio e Léo se conhecem por acaso em um fim de tarde, num píer à beira do mar aberto. Os dois acabam se envolvendo, mas para um deles, no começo, há entraves que impedem um mergulho mais desimpedido… “Até que o vento muda o rumo dessa história”. Léo é fotografo, e Caio é consultor de planejamento. Universos diferentes, com características quase opostas, e permeados por detalhes instigantes que são revelados ao longo da peça e que acabam despertando o interesse e o desejo de um pelo outro.

SERVIÇO
Teatro – “Caio e Léo”
Temporada: 21 de fevereiro a 23 de março
Local: Sede das Cias (Rua Manuel Carneiro, 12. Escadaria Selarón – Lapa)
Informações: (21) 2137-1271
Dias e horários: sábado, domingo e segunda, às 20h
Preço do ingresso: R$ 20,00
Classificação indicativa: 16 anos
Duração: 55 minutos
Gênero: Drama
Capacidade: 60 lugares
Bilheteria: aberta 1h antes de cada sessão
www.facebook.com/sededascias

 


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Calendário de postagens

dezembro 2017
D S T Q Q S S
« nov    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31