Em Breve: Todo Vagabundo Tem Seu Dia de Glória


 

image2 (1)

Todo vagabundo tem seu dia de glória.

Musical infanto-juvenil discute de forma divertida valores esquecidos no mundo contemporâneo.

image1Quem nunca quis melhorar seu padrão de vida sem muito esforço?  A longevidade dos reality shows mostra que muita gente tem tal desejo. Pois o funileiro Cristóvão Gerônimo passou de vagabundo a nobre da noite para o dia — literalmente. Um cara de sorte? Nem tanto, uma vez que se vê envolvido numa trama minuciosa. Ele  é  o personagem central de “Todo vagabundo tem  seu dia de glória”, musical infanto-juvenil  de Thiago Pach  que  inicia  temporada  no fim do mês no Oi Futuro. Autor do texto e codiretor da montagem (juntamente com Adren Alves), Thiago integra elenco que traz ainda Wendell Bendelack e Renata Celidônio, entre outros nomes tarimbados em musicais, e trilha original de Roberto Bahal.

Na trama, um funileiro fanfarrão é encontrado dormindo na rua por um nobre que, entediado, pede a seus serviçais que o recolham a seu palacete. A ideia é levá-lo a crer que sua verdadeira condição é a que tem diante de seus olhos: criados à disposição, comes e bebes de nobre procedência e uma vida de luxo e conforto. A vítima passa a viver um dilema: a vida pregressa era uma mentira ou a atual? Até que a chegada de uma trupe de atores muda o rumo da farsa. “O Cristóvão gosta da nova vida até sentir falta de duas coisas: da liberdade e da alegria que tinha. Ele era feliz e nunca tinha se dado conta disso. Ele apenas vivia”, explica Thiago, que faz sua estreia como autor de infanto-juvenil numa trama que tem um de seus pilares inspirado no prólogo de um clássico do teatro: “A megera domada”, de Shakespeare.

Há muito que Thiago queria escrever para crianças. O texto começou a ganhar forma em 2003 e foi sendo lapidado desde então. Há muito também que queria levar à cena questões como preconceitos sociais e a relação de que felicidade está atrelada ao sucesso. “Começa cedo a cobrança dos pais para que os filhos sejam alguém na vida, e isso é muito perverso. O lorde (Wendell) tem tudo, por exemplo, mas não é feliz. Precisa brincar com a vida do outro para vencer o tédio”, exemplifica o autor-ator antes de chamar atenção para uma preocupação que teve desde sempre: não cair na linguagem tatibitati, tão comum no teatro infantil: “A gente tem uma tendência a explicar demais até cair num julgamento do outro. Uma preocupação que me acompanha é a de mostrar as situações sem julgá-las”.

Neste quesito, duas colaborações foram fundamentais: a de Adren Alves (codireção) e a de Roberto Bahal (música). Eles levaram à encenação elementos da Commedia dell’arte (o elenco foi preparado por Tarlia Laranjeira, referência no assunto) e tiveram como uma de suas principais inspirações o filme “A viagem do Capitão Tornado”, de Ettore Scola.  Roberto Bahal vestiu as letras criadas por Thiago com minuetos e temas folclóricos, entre outros estilos dos séculos XVI e XVII. “Eles (Adren e Bahal) são profissionais que me conhecem há algum tempo. Sabem bem o que quero. São imprescindíveis”, comenta Thiago, que teve a parceria com Bahal iniciada fora do teatro. Também cantor, contou com a direção musical de Bahal num show apresentado no Festival d’ Avignon, na França, dois anos atrás. De lá para cá, a parceria só faz crescer. Para conhecer o resultado, só indo ao Oi futuro para ver (e se divertir).

Ficha Técnica:
Concepção, Texto e Letras de Musicas: Thiago Pach
Direção Geral: Thiago Pach e Adren Alves
Musica Original, Direção Musical e Arranjos: Roberto Bahal
Direção de Movimento e Coreografias: Sueli Guerra
Diretor de Arte: Marcelo Marques
Visagismo: Mona Magalhães
Projeto de Iluminação: Leysa Vidal

Elenco: Thiago Pach, Wendell Bendelack, Renata Celidonio, Raquel Botafogo, Aline Carrocino, Felipe Frazão, Tauã Delmiro e Ton Carvalho.

Preparadora Vocal: Mona Vilardo
Oficina de Commedia Dell’arte: Tarlia Laranjeira
Programação Visual: Departamento Comunicações
Assistente de Direção de Movimento: Priscila Vidca
Assistente de Direção de Arte: Deborah Catalani
Assistente de Visagismo: Tainá Lasmar
Direção de Produção: Aline Carrocino e Bia Gondomar
Produção Executiva: Igor Veloso
Realização: Alce Produções e Thiago Pach

SERVIÇO
De 23 de maio a 9 de agosto, sábado e domingo, 16h | 7º andar
Entrada: R$ 15,00 | Classificação etária: livre (indicado para maiores de 8 anos)
Bilheteria: terça a domingo de 14h às 20h
Vendas online: www.ingressorapido.com

Foto Thiago Pach como o vagabundo maltrapilho Cristóvão Gerônimo (autor: Marcus Gullo)

Todo elenco: Renata Celidonio (de “Todos os Musicais de Chico Buarque em 90 Minutos”), Wendell Bendelack (de “O Segredo da Mulher Macaco”), Tauã Delmiro (de “Os Saltimbancos”), Felipe Frazão (de “Próxima Parada”), Aline Carrocino (de “Muita Mulher Pra Pouco Musical”), Ton Carvalho (de “As 3 Marias”) e Raquel Botafogo (de “Pe Quo Deux”) também estão no elenco.

 


Palpites para este texto:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Calendário de postagens

abril 2017
D S T Q Q S S
« mar    
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30