Klester Cavalcanti recebe o Prêmio Botequim Cultural


 

Um privilégio podermos entregar a estatueta do Prêmio Botequim Cultural, criada por Edgar Duvivier,  ao jornalista Klester Cavalcanti, aonde seu livro “Dias de Inferno na Síria” foi escolhido pelos eleitores do nosso blog como o Melhor Livro Jornalístico de 2013.

Essa premiação nos deixa particularmente contentes, até porque Klester jamais se furtou a colaborar com o nosso blog desde sua fase ainda incipiente, se disponibilizando inclusive a nos conceder uma entrevista(que pode ser lida AQUI).

Dias de Inferno na Síria” narra todo o horror sofrido pelo jornalista ao ser preso em maio de 2012 pelo exército do ditador Bashar al-Assad em pleno processo repressivo que se desenrola até os dias atuais na Síria. Seu principal objetivo foi mostrar todo o horror e caos da guerra civil que assola aquele país, aonde a Comunidade Internacional fracassou de modo retumbante para impedir o diário massacre de civis inocentes, aonde reina a impunidade e a máquina repressiva de Assad atua com brutalidade e horror. O livro foi aclamado pela crítica e recentemente ganhou nada menos que o Prêmio Jabuti, aliás o 3º da carreira literária de Klester Cavalcanti.

 

Na votação final do Prêmio Botequim Cultural, Klester concorreu com belíssimos trabalhos, como “As Duas Guerras de Vlado Herzog”, de Audálio Dantas(que recentemente nos concedeu uma entrevista) e com “O Silêncio Contra Muamar Kadafi”, de Andrei Neto(que espero ainda entrevistar).

A estatueta do Botequim Cultural ao

lado do Prêmio Jabuti, ganho por Klester Cavalcanti

por “Dias de Inferno na Síria”

Quero deixar registrado nossos agradecimentos para Klester Cavalcanti pelas pertinentes sugestões nos dadas nesses últimos meses, inclusive relacionadas a nossa premiação.


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Calendário de postagens

abril 2017
D S T Q Q S S
« mar    
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30