Oscar 2015: Livre


 

Por Adriana Mello.

Finalmente chegou uma das épocas mais legais para os cinéfilos, a temporada do Oscar. Aquela época em que os fãs de cinema correm para ver o maior número de filmes indicados ao prêmio máximo do cinema. O importante é chegar no dia da cerimônia (22/02) com os favoritos na ponta da língua e dando palpites com conhecimento de causa.

Eu escolhi “Livre” para abrir minha maratona e não me arrependi. O filme é baseado no livro “Livre – A Jornada de Uma Mulher Em Busca de Recomeço” de Cheryl Strayed.  Escrito por Nick Hornby  e dirigido pelo canadense Jean Marc Valee (de “Clube de Compras Dallas”), o filme conta a história de Cheryl Strayed (Reese Whiterspoon),  uma americana que decide, sozinha, sem qualquer ajuda e experiência, encarar a PCT (Pacific Crest Trail) ,  trilha que atravessa a costa oeste dos Estados Unidos, do deserto de Mojave, através da Califórnia e do Oregon, em direção ao estado de Washington.

Os mais de 1.700 km da PCT são acima de tudo uma tentativa de Cheryl de se reencontrar como pessoa, uma maneira de se reconciliar com seu passado. A vida de Cheryl sofre uma reviravolta com a morte de Bobbi (Laura Dern), sua mãe. Sem saber como lidar com o luto da perda, a jovem mergulha em universo regado a sexo e drogas (que eram tão distantes de seu cotidiano). Cheryl vê seu casamento desabar e chega ao fundo do poço. Durante a trilha, a moça encontra personagens que a ajudam em sua busca de autoconhecimento e superação.

“Livre” é um filme envolvente, com uma história forte. Não é um filme que se goste de cara, ele vai conquistando o espectador aos poucos. Impossível não se envolver e se emocionar com a história. Mas tudo poderia ter ido por água abaixo, caso Valee não encontrasse em Reese Whiterspoon (que também produz o filme).  Reese, desprovida de qualquer vaidade, se entrega inteiramente ao papel. Com uma atuação irretocável, ela se livra inteiramente da imagem de “namoradinha da américa” e de eterna boa moça. Temos que ressaltar a maneira corajosa de como ela encarou a personagem. Não há na negativo para dizer de seu desempenho.

Quem estava presente naquela sessão, saiu com a ótima sensação de ter começado a temporada do Oscar muito bem. Quem não viu, corra!

Indicações ao Oscar: 2 (melhor atriz e melhor atriz coadjuvante)

Ficha Técnica:
Título original: Wild
Direção: Jean Marc Valee
Roteiro: Cheryl Strayed e Nick Hornby
Elenco: Reese Whiterspoon, Laura Dern, Gaby Hoffman, Brian Van Holt, Charles Baker.
Duração: 115 minutos


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Calendário de postagens

junho 2017
D S T Q Q S S
« maio    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930