Renato Maurício Prado e a “Pseudo-Entrevista”


 

Há alguns dias atrás escrevi um post inteiramente despretensioso aqui no “Botequim Cultural” sobre a saída de Renato Maurício Prado da Sportv(AQUI). Postei o texto no fim da noite e fui dormir. Quando acordei no dia seguinte fui consultar o Google Analytics(como faço todas as manhãs) e quase caí para trás. O post fez aumentar em mais de 1000% o acesso ao blog, deixando o blogueiro aqui nocauteado nas cordas do ringue.

Um aspecto interessante diante dos números foi verificar as palavras chaves utilizadas no Google para que essa multidão viesse cair no meu blog e uma das mais usadas combinações era “Renato Maurício Prado ESPN”. As pessoas já procuravam antever uma possível transferência do comentarista para o canal concorrente. Fui pesquisar, mas até o momento nada de oficial existe entre Renato e a redação de José Trajano. Se bem que acho que ele cairia muito bem no “Bate-Bola”, no lugar do tecnocrata do PVC.

Finalmente neste fim de semana encontrei nas páginas da Veja Rio o que seriam as  “primeiras declarações oficiais” do jornalista sobre o episódio. Foi na coluna Beira-Mar, assinada pela colunista Carla Knoplech. Diz o texto:

Recém-chegado de Londres, onde tirou uns dias de férias no fim da Olimpíada, o comentarista esportivo Renato Maurício Prado encerrou seu contrato com o canal SporTV na última semana. Ele falou sobre a decisão e seus novos projetos, depois da polêmica em torno da discussão ao vivo com o narrador Galvão Bueno durante um programa.

Como fica a sua carreira televisiva após o término do contrato com o SporTV? Pensa em ser comentarista em outro canal?
O SporTV foi bom enquanto durou, mas já deu. Foram dez anos. Cheguei até a receber convites de outras emissoras, mas não sei se quero voltar para esse mundinho da televisão.

Com a sua saída, surgiram boatos de que poderia se candidatar a algum cargo político no Flamengo. Há fundamento?
De maneira nenhuma! Meu envolvimento com os clubes só existe de uma forma: para criticar ou elogiar. Vou tocando meus projetos de sempre: uma coluna no jornal O Globo, meu programa de rádio na CBN e o terceiro volume do meu livro, Deixa que Eu Chuto.

Já falou com o Galvão depois do bate-boca no ar? Houve um pedido de desculpas?
Não vou falar sobre isso. O que passou, passou.

Porém, hoje na sua coluna no “O Globo”, Renato Maurício Prado se manifestou sobre esta nota acima:

Não dei entrevista nenhuma à Veja Rio. Ao atender, educadamente o telefonema da jornalista que me procurava com insistência, há duas semanas, disse-lhe com clareza, que não queria falar, até por entender que nós, jornalistas, não somos notícia. Expressões a mim atribuídas, tais como “mundinho da TV”, “já deu” e “o que passou, passou”, jamais saíram da minha boca. O falso “pingue-pongue” publicado na coluna “Beira-Mar”, assinada por Carla Knoplech, na última edição. Me coloca dizendo até que continuarei fazendo “o meu programa na CBN” – algo que nunca tive. Apenas participava do CBN Esporte Clube, comandado por Juca Kfouri, e extinto há mais de dois anos! Hoje em dia, faço comentários na Rádio Globo. Para finalizar, usaram, dando a impressão de que eu posara para a Veja, uma das fotos que fiz para minha coluna no Globo. Em suma, um engodo…

Só espero, para bem da jornalista Carla Knoplech que ela tenha a gravação de tal conversa, pois a acusação é séria.

* A foto acima é a citada por Renato Maurício Prado e que foi publicada na matéria da Veja Rio. É de Guito Moretto da Agência Globo.
.
.

UPDATE BOTEQUIM CULTURAL – 30/08/2012 – 18:58

A Revista Veja Rio divulgou nota hoje(30/08) rebatendo as acusações do jornalista Renato Maurício Prado sobre o caso. Diz a nota:

“É inacreditável, mesmo para os que conhecem de perto sua conduta e seu estilo, o desmentido do colunista Renato Maurício Prado. A repórter Carla Knoplech, responsável pela seção ‘Beira-Mar’ de VEJA RIO, após várias tentativas, entrevistou Prado pelo celular no último dia 21, às 15h27. Ela identificou-se como jornalista e disse que gostaria de entrevistá-lo sobre sua saída da SporTV. Nos quatro minutos seguintes, ele respondeu algumas perguntas que lhe foram feitas. ‘Você está teclando?’, Prado chegou a perguntar. A repórter confirmou. Em nenhum momento, ele pediu que suas declarações não fossem publicadas ou disse que não estava dando uma entrevista”.


Palpites para este texto:

  1. Esse Renato M.Prado e o maior idiota da mídia esportiva brasileira e o Felipe e pique sabe da vida dele..
    Flamenguista imparcial..chefe da Flapress…sua casa caiu mane..

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Calendário de postagens

novembro 2017
D S T Q Q S S
« out    
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930